Peeling químico

O peeling químico consiste na aplicação de um ou mais agentes esfoliantes na pele, resultando na destruição das camadas superficiais, seguida da regeneração dos tecidos epidérmicos e dérmicos. É uma forma de acelerar a esfoliação ou renovação da pele que acontece normalmente. O peeling produz uma lesão programada e controlada, resultando no rejuvenescimento da pele.

Os peelings podem ser superficiais, médios e profundos. Os superficiais precisam ser feitos em séries, enquanto os médios e profundos são realizados em aplicações únicas. Cada paciente deve ser avaliado para melhor indicação do seu caso específico.

Indicações:

  • Rugas finas, leves a moderadas
  • Manchas
  • Melasma
  • Cicatrizes
  • Uniformização da pele

Após um peeling químico superficial a pele se refaz em 1 a 4 dias, já os peelings médio e profundo constituem uma ferida cuja cicatrização inicia-se em 24 horas e se completa de sete a 15 dias.

Cuidados pós-peeling:

  • Não se expor ao sol sem a proteção adequada (chapéus e protetor solar)
  • Não arrancar as “casquinhas”
  • Aplicar o protetor solar de 3 em 3 horas
  • Usar cremes calmantes

Leave a Reply

Your email address will not be published.